Movisal (Grupo de Pesquisa em Transporte e Saúde)

(Para ver esta página en español presione aquí)

MoviSaL

SOBRE A MOVISAL

O grupo Mobilidade e Saúde na América Latina (MoviSaL) é um grupo independente de profissionais e pesquisadores latino-americanos de saúde pública e transporte, afiliado ao Grupo de Pesquisa em Transporte e Saúde do Reino Unido (Transport & Health Science Group – THSG), que se visa compreender e abordar os vínculos entre as políticas de transporte e saúde e a promover um sistema de transporte saudável. Seu objetivo é identificar e promover a base de evidências para promoção de políticas de transportes mais saudáveis e sustentáveis na região.

Membros do MoviSaL visitam escritórios da Organização Pan-Americana da Saúde em Havana (janeiro de 2019)

Transporte, Saúde e Equidade (22 de junho de 2021)

A partir da colaboração do MoviSaL, foi elaborado um informe resumo com o objetivo de disseminar informações sobre as interações vitais entre as questões de transporte, saúde e equidade na América Latina.

O relatório pode ser baixado no seguinte link:
Transporte Saúde e Equidade: Abordagens urgentes e um mundo com e pós COVID-19 (em espanhol)

O objetivo desse informe é apoiar a divulgação na América Latina de importantes questões relacionadas à saúde, transporte e equidade. Da mesma forma, convidamos tomadores de decisão, organizações da sociedade civil, acadêmicos, estudantes e outras pessoas a utilizar o conteúdo, sempre citando a fonte.

Mais informações sobre a publicação podem ser encontradas no seguinte link:
Transporte, Saúde e Equidade

Urbanismo Tático para COVID-19 – Intervenções de curto prazo com uma visão de saúde de longo prazo

O Urbanismo Tático é uma intervenção no espaço público, temporária e de baixo custo, que pode ser rapidamente implementada em cidades de qualquer tamanho. Muitas dessas intervenções podem ser permanentes para apoiar melhorias urbanas e de saúde pública. Abaixo, acesse o infográfico que resume as intervenções de Urbanismo Tático que podem apoiar estratégias de mitigação da COVID-19 com uma visão de saúde de longo prazo.

O Urbanismo Tático é uma ferramenta complementar às seguintes estratégias de contenção pandêmica: resposta coordenada do governo, ampla cobertura de testagem, rastreamento de pessoas infectadas e seus contatos e quarentena. Essas intervenções devem ser consideradas pelo menos até que o tratamento curativo e/ou a vacina estejam amplamente disponíveis.

O infográfico (compartilhado muito gentilmente pelo Dr. David Rojas-Rueda) pode ser baixado nos seguintes links:

Versão em português: Port COVID_Urban Poster

Versão em espanhol: UT COVID Esp Poster

Versão em inglês: UT COVID Engl Poster

Oficina: Pesquisa, Transporte e Saúde na América Latina

Cidade de Havana, Cuba, de 22 a 28 de janeiro de 2019.

Apectos gerais

A agenda promoveu a dinâmica acadêmica por meio da realização de atividades que fomentam a cultura e o compromisso de pesquisa e a transferência de conhecimentos.

A oficina incluiu atividades com pessoas das seguintes organizações:

  • Instituto Nacional de Epidemiologia e Microbiologia de Higiene (INHEM) de Cuba
  • Instituto de Planejamento Físico de Cuba
  • Instituto Nacional de Meteorologia de Cuba (INSMET)
  • Pesquisadores e estudantes da Universidade Tecnológica de Havana José Antonio Echeverría (conhecida como Cidade Universitária José Antonio Echeverría, CUJAE),
  • Ministério dos Transportes de Cuba (MITRANS)
  • UCL (University College London, Londres, Reino Unido)
  • Universidad de la Frontera (Temuco, Chile)
  • Universidade da Costa Rica
  • Escritório Regional do Conselho Internacional de Ciência para a América Latina e o Caribe (ISCU ROLAC)
  • Organização Pan-Americana da Saúde.

As atividades ocorreram na Universidade de Havana, nos escritórios do INHEM e nos escritórios cubanos da Organização Pan-Americana da Saúde. O tema principal da oficina foi focado em atividades relacionadas à pesquisa em transporte e saúde na América Latina e no Caribe e pesquisa em transporte e saúde em Cuba. Durante a atividade foram feitas diferentes apresentações, como:

  • Jennifer Mindell (UCL): Transporte e saúde: algumas das minhas pesquisas recentes na Inglaterra
  • Nicolas Aguilar-Farias (Universidad de la Frontera, Temuco, Chile): Atividade física e transporte no Chile
  • Henry Hernández Vega (Universidade da Costa Rica): Mobilidade de pedestres na Costa Rica
  • Prof Manuel Limonta (Escritório Regional do Conselho Internacional de Ciência para a América Latina e o Caribe – ISCU ROLAC): ISC e Saúde Urbana
  • Jennifer Mindell (UCL): Redes internacionais em Transporte e Saúde e um potencial plano de trabalho. Redes de Transporte e Saúde
  • Prof Joiselen Cazanave (CUJAE): O trabalho do Departamento de Arquitetura da CUJAE sobre transporte e bem-estar em Havana.
  • Emily Morris (University College London) e Joiselen Cazanave (CUJAE): Pesquisa colaborativa sobre transporte em Havana entre CUJAE, UCL e outros
  • Reynier Campos Pompa (Chefe de Desenvolvimento da Direção Geral de Transporte Provincial em Havana): Programa de desenvolvimento do transporte público de passageiros em Havana.
  • Yamile González Sánchez (INHEM, Cuba): Colóquio Transporte e Saúde. Pesquisa do INHEM relevante para o transporte e a saúde

O workshop também envolveu pesquisadores cubanos na rede de pesquisa em transporte e saúde para a América Latina.

Também foi possível que as instituições em Cuba iniciassem conversas para que pudessem unir esforços para alcançar melhores resultados de forma colaborativa no futuro. Por exemplo, o INSMET possui equipamentos mais sofisticados de monitoramento do ar e o INHEM tem acesso a melhores bases de dados sobre questões de saúde, de modo que seus recursos poderiam ser utilizados de forma complementar para pesquisas conjuntas no futuro.

A oficina também se concentrou na colaboração de pesquisa, identificando possíveis lacunas na América Latina e Cuba. Foram exploradas propostas para pesquisas em parceria e propostas iniciais para órgãos de financiamento de pesquisa.

Contatos e pesquisas relevantes foram trocados com pesquisadores e funcionários das diferentes instituições descritas acima.

Durante a oficina, foram exploradas possíveis fontes de financiamento para projetos de pesquisa. Também foi possível entender como a Organização Pan-Americana da Saúde financia projetos na região.

Durante a oficina, foi indicado que há um edital especial para publicar estudos da América Latina (https://www.journals.elsevier.com/journal-of-transport-and-health/call-for-papers/call-for-papers-transportation-health-latin-america) no Journal of Transport and Health.

Ao final da oficina também foi acordada a criação de um site da rede de pesquisa em transporte e saúde para a América Latina, que foi acordado chamar de MoBiSaL (Mobilidade para Bem-Estar e Saúde na América Latina). Foi feita uma minuta que resume os impactos na saúde do transporte que serão distribuídos aos membros da rede antes de serem distribuídos publicamente.

a
b
c
d

Algumas fotografias de diferentes apresentações. As fotografias mostram (a) Nicolas Aguilar-Farias e Jennifer Mindell, (b) Henry Hernández Vega (c) Joiselen Cazanave e Emily Morris e (d) Reynier Campos Pompa

Dentro das ações imediatas, foi acordada a geração de material pedagógico relacionado aos impactos do transporte e da saúde que possam servir de apoio para treinar e gerar conscientização sobre o tema.

Com base no trabalho realizado durante a oficina, foi elaborado um documento resumo sobre mobilidade e saúde na América Latina e está disponível no seguinte link:

Mobilidade-em-Latinoamerica 2020-02-25 (em formato pdf)

Mobilidade-e-Saúde-em-Latinoamerica_2020-02-25 (em formato pdf)

Mobilidade e Saúde em Latinoamérica_2020-02-25 (em formato word)

Para o trabalho futuro, pretende-se gerar um estudo que identifique as necessidades de pesquisa na América Latina e submeter propostas em conjunto para obter financiamento para projetos, educação e pesquisa na região.

Por fim, o workshop foi uma importante oportunidade para dar visibilidade ao trabalho de pesquisa realizado pelas diferentes instituições e organizações que participaram da atividade e, além disso, servir como um marco para a geração de possíveis alianças estratégicas de pesquisa conjunta. A oficina permitiu a elaboração de alguns objetivos, dentre os quais:

  • Colaborar em pesquisas relevantes que possam ter impactos nas políticas relacionadas à saúde e ao transporte
  • Promover transferência de tecnologia e treinamento na área de saúde e transporte
  • Desenvolver e apoiar a ação universitária e sua projeção a nível nacional e internacional
  •  

Finalmente, foi gerado um plano de trabalho para o MoBiSaL que será adicionado ao novo portal de internet do grupo.

NOVIDADES EM PESQUISA

A maioria dos manuscritos submetidos à edição digital especial do Journal of Transport and Health sobre Transporte e Saúde na América Latina foram publicados. O volume 1 contém um artigo e os volumes 14 e 15 contém vários artigos. Eles estão disponíveis em:

https://www.sciencedirect.com/journal/journal-of-transport-and-health/issues

Mais informações sobre a revista científica Transport and Health pode ser encontrada em: https://www.sciencedirect.com/journal/journal-of-transport-and-health A partir do workshop realizado em Havana, Cuba, em 2020, foi elaborado um documento resumo sobre mobilidade e saúde na América Latina, disponível em:

Mobilidade e saúde na América Latina_2020-02-25


Última atualização em 24 de setembro de 2021